The Daily Prosper
Roupa inteligente que expande o corpo humano

Roupa inteligente que expande o corpo humano

Linda Franco, cofundadora da Machina, desenvolve uma tecnologia portátil que é implantada nas roupas e faz com que o corpo humano amplie suas funcionalidades.


 

A moda sempre foi um veículo para que cada pessoa estabeleça seu próprio estilo. Essa é a crença da especialista em marketing e design estratégico Linda Franco, que criou uma nova forma de vestir integrando a tecnologia na roupa e projetando o que ela denomina wearables technology. Linda Franco, CEO e cofundadora da empresa Machina, cria roupas inteligentes, cujos sensores registram os movimentos corporais do usuário e transformam as vestimentas em uma espécie de extensão do corpo humano.

Uma de suas últimas inovações consiste em vincular a realidade virtual à roupa. Com isso, ela resolveu um dos principais problemas da maior parte das tecnologias de realidade virtual, que trabalham para nos trasladar a espaços virtuais, mas usam métodos que separam o corpo da mente e podem provocar enjoo e vômito.

Sua jaqueta OBE (Out of Body Experience, em inglês), com sensores integrados, transforma o corpo em uma interface e conduz as pessoas a um mundo virtual de forma plena. Com essa roupa conectada, Linda Franco aprimora a interação das pessoas com a realidade virtual e reduz a sensação de separação com o mundo real.

Sua principal aplicação é no mundo dos videogames, já que funciona como se fosse um joystick. Linda Franco, que já tinha lançado empresas relacionadas ao design multimídia e ao mundo da moda, quer levar essa tecnologia a mais setores, além do ócio. As possibilidades dos têxteis inteligentes são infinitas: no campo da saúde, por exemplo, podem ser programados para tratamentos de fisioterapia. No mundo dos drones, os pilotos podem utilizá-los para dirigir as aeronaves com o próprio corpo.

A Machina ganhou popularidade quando lançaram a MIDI Controller Jacket. Essa jaqueta, que também incorpora sensores, permite criar música através dos movimentos do corpo. A moda sempre foi um veículo para que cada pessoa crie um selo de identidade. E essa mexicana inovadora garante que, integrando a tecnologia na vestimenta, contribui para que a moda dê um passo além e se transforme em um verdadeiro veículo de autoexpressão. Graças ao seu design, esta jaqueta foi selecionada como uma das roupas tecnológicas mais bonitas pela revista Wired.

Linda Franco foi eleita pela MIT Technology Review em espanhol como um dos 35 ganhadores do prêmio Inovadores Menores de 35 anos América Latina 2017 e explica que sua empresa está em pleno crescimento. Para potencializar seu desenvolvimento, conta com sócios como a empresa de capital de risco Rothenberg Ventures; empresas especializadas em produtos produzidos para grandes marcas, como a Beats by Dr. Dre, da Apple; a ASTRO Studios, dedicada à realidade virtual; e diversas firmas de lifestyle. E tais apoios são fundamentais para alavancar o seu objetivo de levar a indústria têxtil, graças à tecnologia portátil, a outro nível: oferecendo uma forma de vestir adaptada ao estilo de cada um e que permita termos maior controle sobre as ações do nosso corpo.