The Daily Prosper
Más allá del cómic: las mejores recomendaciones de novelas gráficas, el género literario de moda

Romances gráficos: o gênero literário da moda

Os amantes das histórias ilustradas estão com sorte. Nos últimos anos, as prateleiras de bancas e livrarias foram abarrotadas de obras que poderiam muito bem ser o irmão mais velho dos tradicionais quadrinhos. Trata-se do romance gráfico, um gênero popularizado no final do século passado e que agora está triunfando em meio mundo, graças aos seus diferentes temas e abordagens.


Das aventuras com zumbis ou robôs que fazem sucesso na TV a biografias, reportagens ou ensaios com caráter reivindicatório, selecionamos os títulos mais atuais e representativos do romance gráfico.

Cómic y novela gráfica no es lo mismo (Fuente: Jessica Abel/Wikimedia)
HQ e romance gráfico não são a mesma coisa (Fonte: Jessica Abel/Wikimedia)

Antes de começar você deve saber que, embora muitas vezes os termos quadrinhos e romances gráficos sejam usados sem distinção, os especialistas afirmam que há diferenças. Por exemplo, os romances gráficos normalmente são obras completas e um pouco mais extensas que os quadrinhos. Além disso, costumam lidar com assuntos diferentes e destinados principalmente aos adultos. De acordo com o cartunista espanhol Paco Roca, os romances gráficos contam com "muito mais páginas, uma narrativa diferente e uma maior capacidade para diferentes temas e abordagens gráficas”.

Una viñeta de The Walking Dead (Fuente: Whplibrary)
Uma vinheta de The Walking Dead (Fonte: Whplibrary)

Os mortos-vivos mais televisivos

Por trás da fama de The Walking Dead existe um grande universo de quadrinhos e romances gráficos. Desde 2003, o norte-americano Robert Kirkman publica um serial ainda inacabado. Recentemente a Panini Comics adquiriu os direitos de publicação no Brasil e em dezembro lançará o inédito Volume 19. The Walking Dead está entre os mais vendidos e a expectativa é de que seja um sucesso no Natal.

Interior da adaptação do romance gráfico de O Diário de Anne Frank, publicado em setembro (Fonte: Megustaleer)
Interior da adaptação do romance gráfico de O Diário de Anne Frank, publicado em setembro (Fonte: Megustaleer)

O Diário de Anne Frank em imagens

Também acaba de ser publicado em português e no formato de romance gráfico O Diário de Anne Frank, adaptado por Ari Folman e David Polonsky. A história de Anne, uma garota de 13 anos que vive de perto o horror e a barbárie nazista enquanto se refugia da Gestapo em um sótão de sua Holanda natal, também é transportada a este gênero de sucesso. Uma nova oportunidade para abordar esse chocante relato em primeira pessoa.

Varias historietas de la antología española sobre novela gráfica Panorama (Fuente: Astiberri)
Vários cartoons da antologia espanhola no romance gráfico Panorama (Fonte: Astiberri)

Panorama: assim é o romance gráfico espanhol atual

O famoso roteirista de quadrinhos Santiago García publicou em 2013 sua antologia Panorama, um compêndio de histórias inéditas que explicavam o novo quadrinho espanhol. Para isso, contou com os maiores representantes do gênero, como Paco Alcázar, Carlos de Diego ou Javier Olivares, bem como autores mais jovens que sempre adoraram os gibis. Sua edição em inglês, Spanish Fever, foi nomeada a um dos Prêmios Eisner de 2017, considerado o Oscar do mundo dos quadrinhos.

Una imagen de la novela gráfica Lola Vendetta, más vale Lola que mal acompañada (Fuente: Megustaleer)
Uma imagem do romance gráfico Lola Vendetta, más vale Lola que mal acompañada (Fonte: Megustaleer)

Lola Vendetta, una sicaria feminista

La novela gráfica de Raquel Riba Rossy presenta las aventuras de Lola Vendetta, una joven que lucha contra las injusticias de la sociedad actual. Armada con una katana, Lola también utiliza la sátira para, por ejemplo, enfrentarse a los hombres que no la respetan. Además, su historia tiene mucho que ver con la búsqueda de sí misma tras comenzar una reveladora y divertida etapa de soltería.

Viñetas de ‘La torre oscura’ (Fuente: Megustaleer)
Vinhetas de A Torre Negra (Fonte: Megustaleer)

Aventuras na torre negra de Stephen King

É outra das novidades que estão triunfando como romance gráfico. A mítica série do norte-americano Stephen King também foi adaptada a este gênero. Seu protagonista, Roland Deschain, é um pistoleiro descendente de toda uma linhagem de cavaleiros que terá de enfrentar o mal em batalhas espetaculares de lama e sangue. Uma saga que também foi vista nos cinemas este ano.

Interior de la existosa Maus relatando la vida durante el Holocausto (Fuente: Megustaleer)
Interior da bem-sucedida Maus, relatando a vida durante o Holocausto (Fonte: Megustaleer)

Maus, o romance com um Pulitzer

O cartunista norte-americano Art Spiegelman, filho de uma família judaica de origem polonesa, narra neste romance gráfico as experiências de seu pai, que sobreviveu a um campo de concentração nazista. Ele usa animais para representar os diferentes grupos étnicos: os judeus são camundongos, os alemães são gatos e o resto são porcos. Sua originalidade e domínio para contar uma história tão chocante fizeram deste o primeiro e único romance gráfico premiado com o Prêmio Pulitzer, em 1992. Ainda hoje continua surpreendendo.

La historia de la enfermedad mental contada en la novela Arrugas (Fuente: Astiberri)
A história da doença mental contada no romance Arrugas (Fonte: Astiberri)

Arrugas, uma história sobre o Alzheimer

O ilustrador Paco Roca relata a vida de uma pessoa com Alzheimer em uma residência geriátrica. Um trabalho que não cai no sentimentalismo fácil – pelo contrário, revela uma realidade e se centra no problema com o objetivo de fazer o leitor refletir. Apresentado em 2007, foi um grande sucesso e recebeu o prêmio espanhol de quadrinhos em 2008, entre outros. Três anos depois, a história ganhou vida no cinema.

Una viñeta de Los vagabundos de la chatarra ambientada en Barcelona (Fuente: Norma Editorial)
Uma vinheta de Los vagabundos de la chatarra, ambientada em Barcelona (Fonte: Norma Editorial)

Crítica social: Los vagabundos de la chatarra

É uma amostra de romance gráfico jornalístico. Nela, o escritor Jorge Carrión e o cartunista Sagar Forniés abordam o mundo da sucata em Barcelona. Para isso, adentraram a realidade oculta da cidade durante um ano. Desse modo, eles obtiveram uma crônica sobre a reciclagem do metal, um retrato urbano da precariedade, um guia turístico às avessas e um ensaio sobre as misérias da capital catalã.

El piloto Poe Dameron de la Guerra de la Galaxias, en acción (Fuente: legionfleia.com)
O piloto Poe Dameron de Guerra nas Estrelas em ação (Fonte: legionfleia.com)

Star Wars e sua saga gráfica

O universo de Guerra nas Estrelas também tem seus próprios romances gráficos, desde os volumes mais clássicos da Marvel até as novas edições que chegam mês após mês às livrarias. Uma das mais bem-sucedidas é a obra de Charles Soule e conta com Poe Dameron e sua equipe de pilotos como protagonistas.

Batman, Superman y demás superhéroes también son protagonistas de los superventas (Fuente: Marnix de Vries/Flickr)
Os Super-heróis também são protagonistas de best-sellers (Fonte: Marnix de Vries/Flickr)

Os clássicos nunca morrem

Nas prateleiras dos romances gráficos, os super-heróis também sobrevivem. Por exemplo, a obra da DC Comics Batman: A Piada Mortal escrita por Alan Moore, ilustrada por Brian Bolland e John Higgings, segue estando no topo das vendas. Também Batman Vs Superman: The Greatest Battles e Watchmen, outra obra-prima de Alan Moore.

Os super-heróis da Marvel também ocupam um lugar proeminente. Guerra Civil, de Mark Millar, é um romance gráfico de leitura obrigatória para os amantes da rivalidade entre o Homem de Ferro e o Capitão América. Nele você verá outros grandes nomes como Homem-Aranha, Os Vingadores, Quarteto Fantástico ou X-Men.

Por Aroa Fernández