The Daily Prosper
Por que e como usar a bicicleta no seu dia-a-dia?

Por que e como usar a bicicleta no seu dia-a-dia?

Em 2020, segundo diferentes estudos, 60% da população mundial viverá nas cidades. Se a poluição atmosférica urbana já é um problema atual, com esse incremento de pessoas, a situação pode se tornar insustentável. Os dados publicados na revista Motor afirmam que um Smart, o veículo menos poluente de acordo com a publicação, emite 95,71 gramas de CO2 por quilômetro percorrido, enquanto o mais poluente emite 330,74 gramas por quilômetro. Pensemos, então, no CO2 que uma bicicleta emite... não há comparação.


Não importa o motivo, devemos incorporar a bicicleta à nossa mobilidade: seja para cuidar do meio ambiente, seja para cuidar da nossa saúde. Além de respirar um ar mais limpo, ao pedalar estamos contribuindo para atender aos 150 minutos de exercícios que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda realizar por semana.

Não há desculpa. A sociedade deve se conscientizar do grande problema que é a poluição e, no esforço de mudar a mentalidade dos cidadãos, toda ajuda é pouca neste caso específico, as empresas podem desempenhar um papel importante.
 

As empresas aderem às duas rodas

Pagar os funcionários para ir trabalhar em bicicleta ajuda e a primeira empresa a provar isso na Espanha foi a Ingeteam. Desde 2016, esta empresa de engenharia elétrica tem incentivado os empregados de sua sede, localizada em Albacete, com um euro por dia para ir ao trabalho pedalando.

Antes de colocar o incentivo em prática, de acordo com seus dados, apenas cinco funcionários usavam bicicleta, uma cifra que em um ano subiu para 40. Os cálculos da engenharia afirmam que esses 40 funcionários que usam a bicicleta para trabalhar percorrem 70 mil quilômetros por ano (8 quilômetros por dia em média por pessoa) e fazer isso em duas rodas evita a emissão de 11.500 kg de CO2 na atmosfera.

A esta mesma iniciativa se uniram outras empresas, como a seguradora Liberty, que oferece a seus empregados 37 centavos por cada quilômetro percorrido durante seus deslocamentos em horário de trabalho.

¿Cómo y por qué usar la bicicleta en tu día a día?

"A sociedade deve se conscientizar do grande problema que é a poluição"

O Banco Santander também se mexeu no mundo do pedal. Em 2015 se comprometeu a patrocinar o serviço de aluguel de bicicletas da cidade de Londres por um período de sete anos com o Transport for London (organismo que gerencia as bicicletas). Um custo de 8,5 milhões de euros por ano mais uma reserva anual de 1,3 milhão para promover o negócio e alcançar novos clientes através de recompensas, ofertas e incentivos colocou o patrocínio como o maior do mundo concedido a um órgão público. Graças a isso, o número de bicicletas e estações aumentou e também facilitou a implementação de um aplicativo móvel que permite um uso mais rápido e fácil do serviço.
 

Não se esqueça da segurança

A verdade é que andar de bicicleta pelas grandes cidades traz seus riscos. Embora existam urbes como Buenos Aires uma cidade que conta com uma extensa ciclovia distanciada do tráfego por separadores físicos , na maioria das cidades os ciclistas têm de compartilhar espaço com os veículos. Portanto, todas as medidas que podemos realizar no campo da segurança rodoviária são poucas.

Em Madrid, a Polícia Municipal oferece aulas gratuitas sobre regulamentos de trânsito, conselhos... e também realizam trajetos práticos em diferentes contextos: pista, ciclovia, calçada ou parque.
 

Como se locomover de bicicleta

Equipe-se. Não se esqueça do seu capacete. Embora isso não faça com que se evitem acidentes, ele irá proteger você no caso de sofrer um. Se o que freia você é não saber onde guardá-lo, uma possível solução é o Eco Helmet, um sistema dobrável feito com papel e um material reciclável que o torna resistente à chuva. Trata-se de uma invenção da Isis Shiffer, uma engenheira industrial de 28 anos, que está à venda por US$ 5. Outro equipamento que você deve considerar, principalmente à noite, é o colete reflexivo. Embora não seja obrigatório ao circular pela cidade, ele vai ajudar você a estar mais visível para os carros.

Circule pelo centro da sua faixa... e faça-se respeitar. Se você se coloca na borda da pista, incentiva os carros a ultrapassá-lo e não respeitarem a distância mínima de segurança durante a ultrapassagem. Como ciclista, você tem o mesmo direito de circular nas ruas que um carro. Além disso, se circular colado aos carros que estão estacionados um motorista distraído pode abrir a porta, com o consequente perigo que isso implica.

Use a faixa da direita. A faixa da esquerda é a rápida, tente evitá-la, a menos que você vá virar à esquerda. Nesse caso, coloque-se na esquerda com antecedência.

Sinalize seus movimentos. Para andar de bicicleta na cidade, você deve estar à vontade e ter as mãos livres para poder sinalizar seus movimentos. Estenda o braço direito horizontalmente na altura do ombro para girar para a direita e levante o braço esquerdo se quiser virar para esse lado.

Busque trajetos seguros. Entre uma rua muito transitada ou uma mais tranquila, opte pela segunda. Em muitas cidades existem iniciativas de ciclistas experientes que oferecem ajuda aos iniciantes na busca de rotas. Por exemplo, no site En bici al trabajo você pode encontrar os trajetos (isso sim, em Madrid) para ir a trabalhar com bicicleta.