The Daily Prosper
El furoshiki, una Navidad sin papel de regalo

Furoshiki, um Natal sem papel de embrulho

Esta técnica milenar consiste em usar um lenço ou pedaço de tecido quadrado para embrulhar qualquer tipo de pacote de mil e uma maneiras. É um sistema muito original e sustentável, que vai surpreender todo mundo nestas festas natalinas.


A gente sabe que a cultura japonesa tem um nível extremo de especialização em qualquer área da vida. Estamos falando de um país capaz de converter o simples ato de organizar a casa em um fenômeno mundial com ares espirituais (isso mesmo: Marie Kondo!). Como em muitos aspectos do cotidiano, o Japão demonstra um culto ao minimalismo e à funcionalidade que pode ensinar muito aos países ocidentais.

Usemos o Natal como exemplo, já que está ao virar da esquina. Claro que é um momento de compartilhar, mas também de gastos e excessos insustentáveis. Vamos analisar o absurdo do papel de embrulho (e há autênticas obras de arte): compramos um papel bem bonito para envolver os presentes, mas isso dura apenas alguns segundos entre que chega às mãos do receptor e que este o rasga e arranca. Que desperdício! Existem marcas, como a empresa de cosméticos Lush, que já estão apostando em outro tipo de embalagem para a temporada de compras natalinas. 

"Se nos concentramos apenas nos gastos em papel de embrulho, o Natal não é propriamente o nosso momento mais sustentável"

E se houvesse uma maneira mais sustentável de embrulhar os presentes? E se esse papel fosse um lenço que poderia ser reutilizado, com o mesmo carinho que o presente dado? A solução é o furoshiki, uma técnica japonesa de embrulhar todos os tipos de objetos com um pano e, com um pouco de habilidade, abre a possibilidade de criar pacotes tão bonitos que vão dar inveja ao papel mais requintado e ao embrulho mais ornamentado.

El furoshiki, una Navidad sin papel de regalo

Furoshiki é a técnica de embrulhar todos os tipos de objetos, de diversas formas e tamanhos, usando apenas um pedaço de pano e um pouco de habilidade


Uma técnica centenária, mas muito atual

A palavra se refere a um tecido quadrangular que começou a ser usado nos banhos públicos do Japão por volta do século VIII. Seus usuários faziam uma espécie de trouxa com a roupa, para que ela não molhasse ou fosse confundida nesses locais. Ao longo do tempo, seu uso foi se dignificando e se transformou na maneira habitual de embrulhar presentes.

Com uma técnica que lembra o origami, esta arte permite envolver todos os tipos de objetos usando apenas dobras e nós. Sem fita adesiva nem laços. Sem tesoura ou agulha e fio. A sofisticação desta técnica permite embrulhar, de forma artística, desde pequenos objetos até caixas, livros, garrafas ou esferas (seja para presentear uma bola ou uma melancia) é possível, inclusive, criar alças confortáveis para transportar o presente com facilidade.

"Com uma técnica que lembra o origami, esta arte permite envolver todos os tipos de objetos usando apenas dobras e nós"

Ideias para este Natal

Portanto, você pode converter vários presentes em um simpático pacote, amarrando as extremidades do tecido e criando duas alças. Se você é daqueles que acreditam que um livro é o melhor presente, pode embrulhá-lo colocando-o no centro do lenço, em sentido transversal. Dobre as pontas superior e inferior, formando um triângulo que cobre a “cara” do presente; em seguida, junte as pontas laterais e dê um nó, constituindo uma trouxa de livro.

Se você é daqueles que gostam de presentear bons vinhos, também pode embrulhar uma garrafa. Coloque-a de pé no centro do lenço. Amarre as pontas da extremidade do gargalo. Você pode dar outro nó deixando um pedaço de tecido para criar uma alça ou mesmo um bonito laço. Passe as outras duas pontas ao redor da garrafa e dê um nó na parte frontal

E se você é uma pessoa generosa, também há uma técnica para embrulhar duas garrafas. Neste caso, você deve colocá-las deitadas sobre o tecido, criando uma linha perpendicular que vai de uma ponta a outra do lenço, mas com os fundos das garrafas se tocando. Enrole-as com o resto do tecido. Finalmente, levante-as e amarre as extremidades dos gargalos, formando uma alça. Pronto!

Você pode encontrar mais modos de embrulhar aqui. Neste Natal, o furoshiki vai conquistar tanto seus parentes e amigos que vai dividir protagonismo com o presente em si.

Por Cristina Díaz