The Daily Prosper
Fotografia e redes sociais: arte através do smartphone

Fotografia e redes sociais: arte através do smartphone

O avanço da tecnologia permitiu que os telefones celulares se tornem dispositivos fotográficos de alta qualidade, que muitas vezes são melhores do que algumas das câmeras digitais existentes no mercado. Os smartphones potenciam a criatividade e nos convertem em “artistas” ao sermos capazes de compartilhar nossas fotos com apenas um clique por meio das redes sociais.


Os fabricantes de dispositivos móveis perceberam que a câmera passou de ser um simples acessório dos telefones para se tornar um dos primeiros recursos que é levado em conta na hora de escolher um determinado modelo. Seu tamanho pequeno, sua versatilidade e o fato de que sempre o temos a mão fazem do smartphone o companheiro ideal para nos tornarmos ótimos fotógrafos. Aqui vão algumas dicas e truques para aproveitar ao máximo a câmera do seu telefone.

 

Seu principal inimigo é a escuridão

Um dos aspectos mais importantes para realizar fotografias artísticas e de qualidade com o smartphone é tirar o máximo proveito da luz disponível e, se não for possível, iluminar a sala ou o objeto a ser capturado. Uma das maiores desvantagens das câmeras dos dispositivos móveis é que não se pode regular o obturador para permitir que a luz passe por mais tempo nem regular a sensibilidade do filme fotográfico (como se faz nas câmeras profissionais). Até mesmo os smartphones mais potentes do mercado fazem fotos medíocres se não houver luz suficiente.

Um truque simples que pouca gente conhece é usar o flash em ambientes externos ao realizar retratos, mesmo que o dia esteja ensolarado. Tal como aponta Mario Pérez, fundador do Blog del Fotógrafo, o flash ajuda a evitar áreas de sombra que ocupam o rosto da pessoa: sua finalidade não é iluminar a escuridão, mas inundar de luz o rosto do sujeito para que este seja uniforme com todos os elementos que o cercam.

 

Não há arte sem composição

Tirar uma foto com um telefone celular não significa ignorar as principais regras da fotografia tradicional. Focar corretamente dentro das possibilidades oferecidas por cada dispositivo e escolher um enquadramento e composição adequados são aspectos vitais para conseguir uma imagem de qualidade. Não se preocupe se você não está familiarizado com os conceitos básicos da fotografia profissional, basta seguir a regra dos dois terços (com base na proporção áurea) para dar às suas fotos uma sensação de profundidade e equilíbrio, orientando o olho do espectador diretamente ao ponto de maior interesse.

Além desta regra milenar, também recomendamos que você brinque com sua câmera realizando enfoques de ângulos diferentes e poucos comuns, de modo a melhorar a capacidade artística fornecida por esses pequenos dispositivos. Procure objetos que reflitam na água ou em óculos espelhados, aproxime-se deles sem medo usando a função Macro da sua câmera para capturar detalhes ou varie a altura que você tira a foto.

 

Limpe a lente e use uma boa capinha

A limpeza da lente é um fator determinante que muitas pessoas esquecem quando se trata de capturar uma foto de qualidade. O uso intensivo que damos aos smartphones faz com que quase sempre a lente esteja suja, algo que normalmente não é levado em conta ao fazer uma fotografia. Mas é preciso ter cuidado – embora pareçam projetados para serem à prova de bombas, as câmeras dos dispositivos móveis são delicadas e não podem ser limpas de qualquer jeito.

Nunca use seu dedo, nem sopre ou, muito menos, utilize a saliva. Além de anti-higiênico, isso faz com que os ácidos prejudiquem a camada protetora das lentes. O ideal é usar panos especiais de limpeza e, se não for possível, um pano macio ou de microfibra (um paninho daqueles óculos é perfeito) que pode ser molhado um pouco com água se a lente estiver muito suja. Você também pode usar cotonetes de algodão para chegar a lugares complicados.

Outro aspecto a ter em mente é a qualidade da capinha. Existem muitos modelos preparados para usar o telefone como uma câmera profissional que, além de proteger a lente, permitem tirar fotos em condições extremas.

 

Configura a qualidade da imagem

Os smartphones geralmente são configurados na fábrica para fazer fotografias de boa qualidade sem ocupar muito espaço de armazenamento no terminal, o que significa que você não aproveita ao máximo a câmera. Em primeiro lugar, procure nas configurações do aplicativo o tamanho/qualidade da imagem e coloque-o no seu nível mais alto. Se você não tiver muita capacidade de memória no seu celular, use um cartão SD ou, no caso dos dispositivos IOS, o armazenamento na nuvem.

Os modelos mais modernos de smartphones também incluem a possibilidade de configurar o foco para que haja mais estabilidade na hora de tirar uma foto, evitando que saia tremida. Verifique o manual do seu telefone para aproveitá-lo ao máximo, afinal cada modelo e fabricante possuem suas próprias opções. É fundamental que você as conheça bem se quiser fazer um uso profissional da câmera.

 

Use acessórios e aplicativos

Contar com uma bateria extra ou um carregador portátil para seu telefone vai salvar você em mais de uma ocasião se usa seu dispositivo móvel de forma intensiva. A tela é o que consome mais energia e ao tirar fotos ela está sempre ativada. Outro acessório muito útil é o tripé – uma das principais dificuldades para tirar fotos com o telefone é a estabilidade. Procure um que seja leve e que tenha um adaptador para anexá-lo ao seu modelo de smartphone.

Além dos acessórios físicos, existem muitos aplicativos que facilitam a edição, retoque, armazenamento e compartilhamento das fotos. Muitos são gratuitos, embora as versões de pagamento normalmente dão mais resultados profissionais e são acessíveis a todos os bolsos. Entre os gratuitos e válidos para Android e IOS destacam-se o Snapseed, Adobe Photoshop Lightroom e Express, VSCO, PicsArt Photo Studio, Photolab, Moldiv e Aviary.

Quanto aos aplicativos para compartilhar as imagens, o Instagram é o principal, especialmente entre os mais jovens, embora a liderança continue sendo do Facebook, com mais de 2 bilhões de usuários, enquanto o Whatsapp e o Facebook Messenger têm 1,3 e 1,2 bilhão, respectivamente. No caso do Instagram, os usuários totais roçam os 700 milhões, superando o Twitter (328 milhões), Pinterest (175 milhões) e Snapchat (166 milhões).