The Daily Prosper
Como "vender" seu negócio nas redes sociais

Como "vender" seu negócio nas redes sociais

As plataformas digitais estão ganhando a batalha contra os canais tradicionais de publicidade. As redes sociais são, hoje em dia, a melhor vitrine para os negócios. O imediatismo, uma linguagem próxima e o baixo custo são suas características mais apreciadas, tanto por empresas quanto por usuários. Na Espanha, 83% das pessoas seguem uma marca através delas. Um nicho de mercado impossível de desprezar.


Com este costume que temos de usar termos em inglês, já ouvimos falar muito do community manager. Um administrador de redes ou, o que é a mesma coisa, um jornalista-publicitário corporativo que desenvolve e publica informações relevantes sobre a empresa, enquanto cria estratégias de publicidade para plataformas sociais.

E o fato é que as TIC revolucionaram os setores de comunicação e marketing, tal como ocorreu na época da prensa. Elas não apenas nos permitem exibir instantaneamente nossos produtos, como denunciar qualquer ação da empresa, estabelecendo uma comunicação direta com o cliente, sem precedentes.

Como vender seu negócio nas redes sociais

"As redes sociais são um ótimo canal de publicidade, com um preço acessível e a forma preferida de atendimento ao cliente"

De acordo com o Estudio de redes sociales de 2017, realizado pela associação IAB Spain e pela agência de publicidade Elogia, metade dos espanhóis reconhece ter comprado um produto influenciado pelas redes sociais. Além disso, um em cada quatro entrevistados declara que o fato de uma marca estar presente em qualquer uma dessas plataformas inspira confiança. Razões mais do que suficientes para estar nelas.
 

Qual é a rede mais adequada para meu negócio?

Atualmente, existem mais de duzentas plataformas no mundo inteiro. Sua proliferação profissionalizou ainda mais o trabalho do community manager. No entanto, não é preciso conhecer todas, e sim aquelas que melhor se adequam ao setor de negócios onde você trabalha.

Na Espanha, a rede social mais utilizada é o Facebook (91%), seguido pelo WhatsApp (89%), YouTube (71%) e Twitter (50%). O Instagram é a que mais aumentou sua popularidade, enquanto o LinkedIn continua sendo o  principal canal on-line de trabalho.
 

Raio-X das principais redes sociais

Cada plataforma digital possui características inerentes que a diferenciam das demais.

O Twitter é a essência mínima da informação e sua principal característica é o imediatismo. Normalmente está relacionada com as informações mais atuais e de caráter jornalístico.

O Facebook, por outro lado, fornece uma maior presença visual, sendo que a informação predominante é algo mais “relaxada”. Ele supõe uma seleção de conteúdos mais lenta, pois ao dispor de maior quantidade de dados textuais e visuais é necessário mais tempo para ler tudo.

O Instagram é a rede social visual por excelência e aquela que vem ganhando notoriedade nos últimos três anos.

O YouTube é o concorrente direto da televisão, por causa do seu conteúdo principalmente audiovisual. Não há nenhuma plataforma comparável.

O LinkedIn é apresentado como um canal focado exclusivamente no setor profissional. Utilizado por empresas para divulgar sua filosofia e atividades (mais do que seus produtos), é um bom lugar para publicar conteúdo mais especializado devido à sua linguagem formal.
 

Razões para estar nas redes sociais

O público cada vez mais utiliza essas plataformas para buscar produtos ou serviços, ao ponto de, segundo o estudo mencionado antes, pouco mais da metade da população espanhola declara buscar informações nas redes sociais antes de uma compra, principalmente no Facebook e YouTube. 

Suas vantagens estão no imediatismo, baixo custo e capacidade de disseminação em massa. Além disso, elas permitem a personalização da experiência, os conhecidos likes, dados muito valiosos para o mundo da publicidade uma vez que medem o sucesso do produto ou da campanha realizada.

Nesse sentido, a publicidade individualizada constitui um elemento básico. Uma estratégia de marketing que é considerada por 26% da população na Espanha como positiva. Além disso, o estudo indica que 40% dos espanhóis revelam não ter problemas em compartilhar suas informações para que as empresas ofereçam promoções personalizadas. Um vasto mundo a ser explorado.

No entanto, talvez o que mais tenha contribuído para aumentar o número de usuários nessas plataformas seja sua capacidade de se comunicar com os clientes, tornando as redes sociais o canal preferido de atendimento. Essa comunicação bidirecional, por meio de consultas ou opiniões, tanto positivas quanto negativas, dá vida à própria rede social. E, depois do preço, esses comentários são os fatores que mais influenciam o processo de compra.
 

Pilares da publicidade on-line

No mundo multimídia, o objetivo de todo negócio é atrair usuários para a página da empresa para que, posteriormente, tornem-se clientes. Em outras palavras, obter visibilidade. E nisso, as redes sociais têm um papel de liderança como um prelúdio do site corporativo. Através da publicação de ofertas e novos produtos, campanhas publicitárias, sorteios, pesquisas... é possível alcançar um aumento significativo de visitas à página.

Mas como atrair clientes em potencial? O primeiro passo é contratar um profissional. É um erro deixar a reputação on-line da empresa nas mãos de qualquer trabalhador. O segundo movimento é elaborar um plano estratégico de mass media que estipule as redes adequadas para o setor com o qual lidamos, defina a imagem e a mensagem que queremos disseminar e a frequência das publicações.

As técnicas de SEO (posicionamento natural) são fundamentais para o marketing. O uso de palavras-chave permite que os mecanismos de busca encontrem e exibam o conteúdo com facilidade. As campanhas de pagamento oferecidas pelas próprias redes sociais, conhecidas como técnicas de SEM, também são muito úteis para dar visibilidade ao nosso negócio, especialmente no início.

Porém, o pilar básico de qualquer estratégia de publicidade on-line é a criação de conteúdo, que estimula as visitas ao site e melhora a reputação da marca. Para isso, não devemos nos concentrar em mensagens focadas exclusivamente nas atividades da empresa. Também temos de publicar informações variadas, com um propósito divertido ou lúdico. Os usuários vão curtir. Afinal, as redes sociais têm um componente de lazer muito importante e, por vezes, conseguir um sorriso do usuário é a melhor maneira de transformá-lo em um cliente.