Inteligência artificial para prever mudanças de conduta


A leitura vai levar 1 minutes

A empresa Relativity6 utiliza algoritmos de precisão para analisar o comportamento mutante dos seres humanos


Atualmente, ninguém duvida de que a inteligência artificial é uma ferramenta indispensável para detectar padrões de comportamento. Graças ao cruzamento de dados, muitas ferramentas baseadas em algoritmos são capazes de prever as tendências e adiantar-se às necessidades dos clientes. Porém, elas falham em muitas ocasiões ao não levar em conta um fator essencial: o ser humano é mutante, e uma mesma pessoa pode pensar de maneira totalmente oposta em duas situações iguais que aconteçam em momentos diferentes.

Para tentar suprir este déficit, a empresa Relativity6 desenvolve uma série de produtos para apurar ao máximo todas as reações possíveis. Desta maneira, são capazes de cruzar dados distintos para prever, com maior exatidão, o comportamento das pessoas, sobretudo quando se trata do consumo.

Formada por professores e alunos do Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT), a empresa oferece serviço a entidades financeiras, de seguros e de serviços de informática, sempre focando na previsibilidade das reações dos clientes. Isso é possível graças a uma equipe multidisciplinar que combina cientistas de dados, da informática e economistas.

Um de seus integrantes, o mexicano Raúl Miranda, Head of Strategy & Partnerships LATAM da Relativity6, participou na EmTech Digital Latam 2018 organizada pela MIT Technology Review em espanhol. Ele explica que o nome da empresa surge pois “a relatividade no comportamento das pessoas é um fato”. Por isso, baseiam-se nas diferentes fontes de informação que formam a resposta de uma pessoa em um momento determinado: o lugar onde se encontra, a informação que recebe da empresa, a meteorologia, as experiências passadas etc.

Graças a essa combinação, sua ferramenta é capaz de prever, de maneira mais certeira, o comportamento dessa pessoa em concreto. Um exemplo do seu uso foi desenvolvido com uma empresa de seguros, fazendo com que chegasse a 98% de precisão em seu modelo de previsão graças aos algoritmos implementados pela Relativity6 utilizando dados de consumo, queixas e pedidos dos clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Robôs com consciências humanas para enganar a morte

A Bina 48 é um protótipo de robô criado com inteligência artificial, a partir do caráter de uma pessoa real, e se comporta de maneira similar a como esta pessoa faria

Os principais desafios da Inteligência Artificial

Provavelmente, nos últimos anos, você se fez várias perguntas: as máquinas substituirão os seres humanos? Elas serão capazes de pensar, entender e agir como pessoas?

Robôs maleáveis que salvam vidas e exploram o fundo do mar

Robôs maleáveis podem ser introduzidos no corpo humano para ajudar os cirurgiões durante as…