Inteligência artificial, a companheira de viagem das empresas para avançar a um mercado sustentável

The Upright Project pretende empoderar os consumidores, oferecendo-lhes informação contrastada para que possam valorizar a influência que exercem nas empresas no entorno atual.

A leitura vai levar 1 minutes

A empresa The Upright Project cria um modelo de quantificação basado na IA que mede, com dados científicos, o impacto real das empresas na sociedade e que permite que a cidadania disponha de informação confiável para tomar decisões de consumo responsável.

Há dois anos, a engenheira de sistemas finlandesa Annu Nieminen se cansou de ver que as empresas só enxergavam a sustentabilidade como uma questão de marketing. Certa de que o futuro do planeta não envolve unicamente empaquetar produtos com etiquetas verdes, Annu criou um modelo de quantificação acompanhado pela inteligência artificial para medir, com dados científicos, o impacto real das empresas.

Com The Upright Project, Annu Nieminen pretende empoderar os consumidores, oferecendo-lhes informação contrastada para que “possam valorizar a influência que exercem nas empresas no entorno atual”. Sua ferramenta nos permite conhecer, com maior precisão e fiabilidade, quem estamos contratando e qual é o rastro deixado pelos bens e produtos dessas empresas no meio ambiente, na sociedade, na saúde e na criação de conhecimento.

O modelo promovido por Annu, CEO da empresa, funciona graças a três motores: primeiro, a qualificação de produtos e serviços, o posterior sistema de avaliação de impactos netos (positivos e negativos) e uma base de dados com mais de 80 milhões de artigos científicos. A combinação destes três aspectos permite obter análises com maior grau de rigor e deixa à disposição dos cidadãos o valor que cada empresa aporta (ou não) à sociedade.

Por outro lado, esta iniciativa também pretende fomentar a transparência da responsabilidade social corporativa e que as empresas entendam que, o que hoje percebem como estratégia publicitária, amanhã poderia ser “o fator que lhes diferencia da sua concorrência”. O consumidor é cada vez mais consciente da mudança climática, da importância da ética corporativa e de como suas decisões de compra influem no planeta a longo prazo, explica Annu.

Portanto, assim como acontece com os consumidores, Annu Nieminen não duvida de que “as regras do jogo nos negócios estão mudando”. Junto à sua equipe de oito pessoas, ela pretende transformar o paradigma atual: “Não basta saber se medimos bem o que fazemos hoje enquanto empresa, temos que analisar o impacto que já estamos tendo e que teremos no futuro.”

Graças a seu enfoque visionário e por incentivar as empresas a otimizar seu impacto real na sociedade, Annu Nieminen se transformou em uma das vencedoras dos prêmios Inovadores menores de 35 Europa 2018 por MIT Technology Review em espanhol.

The Upright Project quer se estabelecer como uma ferramenta de transparência e de supervisão científica, para que os planos de sustentabilidade e de responsabilidade das empresas passem do marketing à ação. Desta forma, os cidadãos se transformarão nos verdadeiros protagonistas do seu consumo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Os principais desafios da Inteligência Artificial

Provavelmente, nos últimos anos, você se fez várias perguntas: as máquinas substituirão os seres humanos? Elas serão capazes de pensar, entender e agir como pessoas?