‘Big data’ para melhorar a eficiência energética


A leitura vai levar 2 minutes
A Uptake Technologies utiliza o ‘big data’ e a Inteligência Artificial para explorar melhor os recursos energéticos e conseguir uma maior eficiência

Desde o início da era da transição energética, vários dos esforços para eliminar as emissões contaminantes à atmosfera e reduzir o impacto meio ambiental passam por querer eliminar o uso do petróleo e do gás natural. Porém, além de reduzir sua utilização, já que continuam sendo explorados, qual te se isso fosse feito da melhor maneira possível? E se aprimorarmos ao máximo a implementação das energias renováveis? A tecnologia avançou até encontrar soluções industriais, baseadas na Inteligência Artificial (IA) e no big data, a fim de otimizar a exploração energética e diminuir o gasto excessivo.

O vice-presidente senior de análise industrial da Uptake Technologies, Israel Alguindigue, tem certeza de que “a sustentabilidade é muito importante, pois já estamos consumindo mais de 1,5 vezes mais recursos do que dispomos, mas a IA e o big data vão nos ajudar a preservar os recursos para as gerações futuras”. Na Uptake, eles criaram um software industrial baseado nestas tecnologias para ajudar as empresas a se transformarem digitalmente e melhorarem seus processos, em particular no setor da energia.

Podemos trabalhar com todo tipo de máquina: uma locomotora, um aerogerador, um motor de avião etc. Reunimos dados dos próprios artefatos, do sistema de manutenção e até das condições climáticas, para fazer prognósticos e ajudar nossos clientes a manter e reparar melhor sua maquinária”, explica Alguindigue. Portanto, eles podem avisar aos usuários com antecedência sobre os possíveis falhos nas equipes de geração de energia, otimizar suas operações e melhorar a eficiência na distribuição e uso da energia.

Alguindigue começou sua carreira como professor de matemática e ciência da computação na Universidade do Tennessee (EUA). Depois passou ao mundo comercial, trabalhando em empresas como Emerson Electric e General Electric Transportation. Agora, continua seu caminho no campo da energia na Uptake Technologies, e tem bem claro o grande poder dos dados: “O mundo energético está vivendo uma transformação enorme, do gás e petróleo a energias como a eólica e a solar. Às vezes, nos centramos em querer tornar a energia mais barata. No entanto, graças aos dados, podemos estender seu ciclo de vida e sua produtividade.” Alguindigue participou como palestrante na edição da EmTech Europe 2018 organizada pela MIT Technology Review em espanhol.

A transição energética e a tecnologia andam juntas, sendo uma demonstração de que utilizar as novidades nos permite avançar na sociedade. Alguindigue também tem uma visão tecnológica do que isto signfica: “Progredir é utilizar a tecnologia que você está criando e torná-la útil para as pessoas. Também implica muita responsabilidade. Portanto, com ela, devemos contribuir para melhorar a vida das pessoas.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Os benefícios do “big data” na educação

A análise massiva de dados dos estudantes permite conhecer sua evoluço em tempo real. As novas ferramentas monitorizam suas reaçõ es, erros e acertos.

Big data, ¿big brother?

A atual geração massiva de dados nos permite ter mais acesso do…

Dados para conhecer o seu cliente e aumentar as vendas

Há anos, o big data é um aliado consolidado dos departamentos de vendas, embora o tamanho que os volumes de dados alcançaram atualmente transforme em um desafio o exercício de analisar e visualizar a informação para tomar melhores decisões.