Três maneiras de fazer com que o seu banco seja um portal de sucesso


A leitura vai levar 5 minutes

Um banco é um parceiro que aprofunda seus negócios. Sabe de onde vem o seu dinheiro e em que você investe. É provável que a sua empresa exija diferentes tipos de financiamento, em diferentes momentos, ou novos serviços, como, por exemplo, divisas estrangeiras, se você estiver procurando estender sua empresa a novos mercados. Escolher um banco que possa ajudá-lo em vários níveis evitará ter que começar um relacionamento do zero toda vez que precisar de um novo serviço. Além disso, alguns bancos já estão integrando análise de dados e painéis que podem fornecer automaticamente uma visão global de suas finanças. Os bancos desenvolveram portais cada vez mais sofisticados na Internet que permitirão que você acesse determinadas informações ou gerencie seu dinheiro a qualquer momento (o tipo de flexibilidade que os empreendedores realmente precisam). Apresentamos algumas dicas para os empresários que precisam escolher um banco ou obter mais deles:

  1. Mude de banco

Acontece, embora não com muita frequência: apenas 14% das PMEs solicitaram os serviços dos bancos nos últimos 12 meses, de acordo com uma pesquisa. Por outro lado, mais da metade dos correntistas nunca recorreram aos bancos e o tempo de propriedade das contas é de 17 anos. Uma razão pela qual olhar em outra direção é que em algum momento nos foi dito “não”. No Reino Unido, 46% das PMEs (e 68% das microempresas) tiveram dificuldades em aumentar o financiamento para capital de giro, fluxo de caixa, aquisição de equipamentos etc. Nos Estados Unidos, os bancos menores aprovaram quase metade dos pedidos de empréstimo recebidos, contra um quarto dos pedidos aprovados pelos grandes bancos. Mas alguns desses bancos convidam ativamente as PMEs. Os bancos britânicos aprovaram 8 dos 10 pedidos de financiamento para PMEs, no ano passado. Se você está procurando mudar de banco ou está apenas começando, apresentamos algumas questões que você deve considerar ao tomar uma decisão:

  • O que você precisa do seu banco? Você está investindo em equipamentos? Você precisa de ajuda com o fluxo de caixa? Você precisa de garantias de crédito para fornecedores? Você precisa implantar cartão de crédito para o comércio eletrônico? Encontrar um banco com serviço completo pode economizar seu tempo.
  • Quais são seus objetivos de crescimento? As PMEs compõem 60% dos empregos no setor privado britânico, mas o crescimento econômico de longo prazo não pode ser baseado apenas no aumento do número de novos negócios: a sobrevivência e a expansão dos negócios também são fundamentais. Um bom banco também estabelecerá um bom relacionamento com sua empresa para fazê-la crescer.
  • Quantas transações você fará por mês? Os bancos oferecem diferentes níveis de contas que inclui a variação do número de transações, antes de adicionar um pagamento por cada uma. Procure os bancos que não exigem taxas mensais para novos clientes. O Banco Santander oferece até 18 meses sem juros para novas empresas, além de permitir que você ganhe juros com qualquer saldo de crédito. O Santander foi apontado como o melhor provedor de contas correntes corporativas, por 15 anos, pela Money Facts.
  • Se você tem uma conta corrente no Santander, pode fazer transações usando qualquer agência postal no Reino Unido.
  • Cuidado com os credores predatórios. Os alertas incluem taxas de juros mais altas do que outros bancos, impostos maiores que 5% do valor do empréstimo, falha em divulgar a taxa anual ou plano de pagamento total, pedidos para que não assine determinados campos e outros sinais.

 

  1. Explore as opções de Fintech

As PME voltam-se para o fintech pelas suas taxas baixas e acesso pela Internet. Se você tem necessidades limitadas e diretas (uma conta corrente para o seu negócio e nada mais), então a fintech pode ser a solução. A maioria das novas empresas de tecnologia financeira se concentra em apenas alguns serviços, o que significa que você terá que obter um conjunto de fornecedores se precisar de outros serviços ou conforme sua empresa cresça. A Fintech enfatiza o autoatendimento e é escolhida por clientes que sabem como gerenciar a tecnologia, que estão prontos para fazer uma abordagem ativa em troca de taxas mais baixas ou desejam somente acesso digital. O empréstimo realizado pelas duas maiores plataformas FINTECH nos Estados Unidos teve um aumento estimado em 65 vezes, entre 2009 e 2014. Nas FINTECH, os clientes normalmente são indivíduos ou investidores varejistas que buscam boas trocas. Algumas plataformas financiam empréstimos dos seus próprios balanços, enquanto outras atuam como comerciantes entre devedores e credores. Isso pode afetar você, dependendo da segurança dessas plataformas e do nível de regulamentação.

A organização sem fins lucrativos de microfinanças “Ação” pede que se atue com precaução com credores na internet que não tenham histórico ou que não disponibilize a opção de suporte pessoal. Volte a recorrer o seu banco principal. Diversos bancos conceituados adotaram a fintech, como plataformas e aplicativos on-line para rastrear gastos e fornecer assistência. No Reino Unido, o Banco Santander pode fornecer financiamento às PMEs em poucas horas graças ao seu investimento no «Kabbage». Um processo de digitalização crescente permite que as empresas acessem até 100.000 libras em capital de giro.

Os bancos estão usando a tecnologia financeira por conta própria para reduzir custos. Isso é positivo para as PMEs, já que o custo para os bancos avaliarem os pedidos de empréstimo para as PMEs é maior do que para as grandes empresas: tudo o que reduz os custos, torna as PMEs empresas mais atrativas. Além disso, os serviços de fintech dos bancos podem combinar as complexas histórias de transações de pequenas e médias empresas, superando a lacuna de informação que tanto prejudicou as PMEs no passado.

Sempre que possível, avalie os riscos das novas plataformas. Uma das razões pelas quais os bancos estudam cuidadosamente a quem emprestam é porque precisam seguir os requisitos ordenados pelos reguladores financeiros. Muitas das regulamentações bancárias impostas após a crise econômica de 2008 não se aplicavam a fintech, que ainda era relativamente nova e não era considerada grande o suficiente para afetar toda a economia. O rápido crescimento da tecnologia financeira tem levantado preocupações desde então, sugerindo que essas plataformas não são adequadamente reguladas e não sobreviverão a uma crise.

  1. Procure bancos que sejam colaboradores do governo

No Reino Unido, as pequenas empresas podem obter financiamento de exportação apoiadas pelo governo, diretamente através de um banco associado. Um deles é o Banco Santander. A Agência Britânica de Financiamento às Exportações fornece garantias aos bancos, mesmo nos casos em que as empresas atingiram seu limite de crédito ou a operação é considerada muito arriscada para as entidades. No caso dos EUA, é preferível procurar os bancos mais solicitados ou recorrer aos credores da Administração da Pequena Empresa. O programa reduz a burocracia e aumenta as aprovações para facilitar o acesso mais rápido ao financiamento. Também oferece uma assinatura com condições de pagamento mais flexíveis do que o financiamento tradicional. O Banco Santander é um dos bancos preferenciais e credor da Administração da Pequena Empresa.

Recursos para pequenas empresas:

Reino Unido

Business Is Great: http://www.greatbusiness.gov.uk/

Guia de finanças empresariais: https://thebusinessfinanceguide.co.uk/

Melhor Fainança Empresarial: http://www.betterbusinessfinance.co.uk/

Esquema de Conselhoo Financeiro Empresarial: http://www.icaew.com/en/technical/finance-and-management-faculty/smes/sme-news/business-finance-advice-scheme

Visão bancária empresarial: https://www.businessbankinginsight.co.uk/banking-tips/great-resources-for-small-business-banking-support/

Informe sobre os mercados bancários empresariais do Reino Unido: http://british-business-bank.co.uk/small-business-finance-markets-report-201617/

Estados Unidos

Administração da Pequena Empresa: https://www.sba.gov

Instituto de Administração Bancária: https://www.bai.org/banking-strategies/retail-banking/small-business-banking

 

 

1 Except for Post Offices® on the Isle of Man and British Forces Post Offices®.
*Services and opening hours for individual Post Office® branches within the Post Office network may v

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Estes são os 5 empregos mais pagos na Espanha em 2017

O mercado de trabalho nem sempre é fácil, mas algumas profissões podem…