Empoderamento financeiro para o desenvolvimento da sociedade

Banco Santander quer empoderar financeiramente 10 milhões de pessoas em todo o mundo, até 2025.

A leitura vai levar 1 minutes

No mundo, existem 1,7 bilhão de pessoas sem acesso a serviços financeiros básicos (contas, transações). A inclusão financeira permite erradicar a pobreza e reduzir a desigualdade.


É impossível alcançar um desenvolvimento econômico e social se ainda houver pessoas que não têm acesso a serviços financeiros básicos, ou seja, pessoas que não possuem conta de crédito, que não podem pagar com cartão de crédito ou pedir empréstimos.

Inclusão financeira é sinônimo de progresso e permite à população enfrentar e superar crises econômicas, problemas de saúde, situações de desemprego e investir no empreendedorismo. Além de tornar as mulheres mais independentes e cumprindo um papel ativo na evolução da sociedade.

Por esse motivo, entidades e instituições devem desempenhar um papel essencial e fornecer recursos financeiros aos habitantes desses países em desenvolvimento, concentrados principalmente na África e na Ásia. Algumas áreas da América do Sul também vivem especialmente sobrecarregadas pela pobreza.

De fato, estima-se que cerca de 1,7 bilhão de pessoas no mundo estejam excluídas financeiramente, sendo 200 milhões na América Latina.

Uma das empresas que coloca a inclusão financeira entre seus principais objetivos é o Banco Santander, que possui muitos projetos. Entre eles:

  • Tuiio. Reconhecido programa de inclusão financeira no México. Oferece produtos e serviços personalizados para habitantes de baixa renda e sem acesso a serviços bancários. Essas pessoas recebem micro empréstimos de cerca de 400 euros para iniciar seus negócios. 91% da ajuda oferecida é dirigida a mulheres. Em quatro anos, querem ajudar 300.000 pessoas.

 

  • Prospera Brasil. A entidade presidida por Ana Botín é considerada líder na concessão de microcréditos no Brasil para lutar pela inclusão financeira. Empréstimos de cerca de 600 euros são concedidos a grupos formados por 3 ou 4 pequenos empresários. Desses, 65% foram para mulheres. Desde 2002, o banco ajudou o crescimento de mais de 600.000 empresas no país.

 

  • Superdigital. É um aplicativo que permite transações básicas sem ter uma conta bancária. Já é usado por mais de 500.000 pessoas no Brasil, México e Chile.

A importância da inclusão financeira é tanta que influencia diretamente 7 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Ciente disso, para contribuir com eles, o Banco Santander quer empoderar financeiramente 10 milhões de pessoas em todo o mundo, até 2025.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Serviços bancários inclusivos: como a tecnologia está eliminando o hiato

Ter acesso a serviços financeiros eficaz é crucial para o desenvolvimento econômico, além de ser um elemento importante nos esforços para erradicar a pobreza. 

Apoio econômico, fundamental para a pesquisa oncológica

A Fundação Intheos ajudou a começar projetos de pesquisa, até mesmo em nível europeu, como, por exemplo, um voltado para tumores cerebrais em crianças, no Hospital Niño Jesús.

Inclusão financeira, a chave para o desenvolvimento

É impossível ter desenvolvimento econômico enquanto houver pessoas sem acesso a serviços financeiros eficientes.